Total de visualizações de página

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

CONDROMALÁCIA PATELAR (GRAU 2) EM BORDA SUPERIOR DE PATELA E CÔNDILO MEDIAL DE FÊMUR EM GOLEIRO DE FUTEBOL PROFISSIONAL


CONDROMALÁCIA PATELAR.


Antes de descrever o caso, brevemente vou explicar o que é o termo Condromalácia Patelar. Condromalácia Patelar é a doença degenerativa que acomete a cartilagem da patela. Os principais sintomas podem ser :

1.DOR na região anterior do joelho(atrás da patela/e ou na borda superior da patela) ao subir e descer escadas ou mesmo ladeiras, aos exercícios físicos, ao levantar de uma cadeira, ao agachar-se e até mesmo ao manter o joelho flexionado por períodos prolongados;
2.CREPITAÇÃO E ESTALIDOS atrás da patela ao flexionar e extender o joelho, por vezes audíveis;
3.EDEMA E DERRAME ARTICULAR que são ocasionados pelo acúmulo excessivo de líquido sinovial formado no processo inflamatório.

As causas da condromalácia envolvem alterações de alinhamento da patela, que excursiona fora do local adequado, ocasionando atrito entre sua superfície articular e a do fêmur, desse modo provocando “desgaste”. Tais alterações de alinhamento muitas vezes estão relacionadas à desequilíbrios da musculatura do quadríceps como atrofias, hipotrofias e encurtamentos musculares; variações anatômicas tanto do fêmur como da patela (rotação interna femural, tróclea rasa, patela alta,...).Também estão correlacionados microtraumatismos de repetição, bastante comuns em esportes de impacto (futebol, vôlei, basquete, ...).

É utilizada uma classificação que divide em 4 (quatro) diferentes graus (Outerbridge):

GRAU I : amolecimento da cartilagem.
GRAU II : fragmentação e fissura da cartilagem em uma área menor ou igual à aproximadamente 1,5 cm.
GRAU III: fragmentação e fissura da cartilagem em uma área maior ou igual à aproximadamente 1,5 cm.
GRAU IV: erosão da cartilagem com exposição do osso subcondral.

Aqui no clube os fisioterapeutas trabalham diretamente com os médicos, fazendo uma avaliação clínica e com exames complementares se preciso, assim realizando um perfeito diagnóstico do caso. Esse modelo é importante para se realizar um tratamento fisioterápico!

Neste caso, o atleta é um goleiro de 25 anos que durante um ano jogou na superação por clubes de menor investimento, com muita dor no joelho e incapacidade funcional(atrapalhando sua performance). Não foi realizado trabalho de reforço muscular, apenas ''tratava-se a dor no joelho'', assim não resolvendo a causa! Em exame físico, percebi que atleta possui desiquilíbrio muscular em quadríceps, creptação retropatelar, dor a palpação em borda superior de patela e derrame articular sobre a mesma, incapacidade funcional para realização de chutes(impactos repetitivos) e gestual desportivo com impacto da articulação. Sua queixa principal: '' Sinto dores muito fortes após treinos de muitos chutes repetitivos!'' Atleta chegou no clube e após avaliação médica/ fisioterápica e realização de RNM foi constatado a Condromalácia em Borda Superior de Patela e côndilo medial de fêmur grau 2.

Como conduta após diagnóstico médico, foram utilizados medicamentos anti inflamatórios e os denominados condroprotetores(FERMATHRON/ Condroflex) e tratamento fisioterápico(com afastamento do atleta do esporte).

O tratamento fisioterápico tem suas fases, nesta postagem coloquei abaixo, através de vídeos alguns exemplos do que foi realizado como conduta fisioterápica após atleta ter realizado a fase 1 do tratamento(obj:analgesia e redução de derrame articular), nestes vídeos o tratamento encontrava-se na fase 2(objetivos: reforço muscular e reeducação funcional), foi utilizado como conduta a hidrocinesioterapia e a eletroestimulação em mecanoterapia(aparelho- extensora)com isometria isolada.

video

video

Hidrocinesioterapia

video

Eletroestimulação em mecanoterapia(aparelho- extensora)com isometria isolada.



Até a próxima!

29 comentários:

Leandro disse...

Marcão , Brilhante trabalho, só mesmo vindo de um profissional como você, daqui a pouco creio eu que seu blog seje visitado nao só por profissionais da área, como tem sido, mais também por pessoas que buscam tratamento e resposta para suas próprias lesões e traumas !!!
Abraço meu brother!
Leandro Leal

Fernanda Ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Prof. Rodrigo Leal disse...

Show de bola! Uma verdadeira aula!

Só tenho mesmo que ratificar o belo comentário feito acima acrescentando que, não será surpresa nenhuma vê-lo daqui a um tempo, na equipe de comissão médica da seleção brasileira! Capacidade, Talento e Conhecimento não faltam para você Marquinho!

Não entenda como fazer é média, longe disso. Isso é saber reconhecer o valor e o potencial de um excelente profssional da área de saúde e desporto!

Grande abraço fera!

Sucesso hoje, amanhã e sempre!


Prof. Rodrigo Leal.

Moa disse...

Primeiramente parabéns pelo trabalho Dr Marco! Sou estudante de medicina da federal de São Carlos e além de me interessar pela área no momento estou sofrendo eu mesmo com a condromalacia patelar. Gostaria de tirar uma duvida com o sr pois estou na mesma fase de tratamento do atleta em questão. Há 3 anos apresentei o quadro de condromalacia após entorse do joelho e na época eu possuía fraqueza e desbalanço do quadriceps. Após 3 anos de muito fortalecimento e alongamento havia voltado a atividade plena praticando esportes sem dor. Há 2 meses em um jogo de hand caí sobre uma perna após saltar e senti um leve estalido no joelho. Parei na hora, fiz gelo e fiz repouso. Após 1 mês desinchou completamente. Iniciei com alongamento e agora estou tentando fazer isometricos p a quadriceps.
Gostaria de saber do sr:
- Se eu já possuia o quadriceps fortalecido existe beneficio fortalecer agora ou devo só alongar e fazer exercicios leves do tipo hidrocinesia?
- Até que limite eu devo tentar realizar os exercicios? Pois eu fiz alguns isometricos e senti dor no dia seguinte.
- Se o sr tiver mais alguma orientação a mais eu ficaria agradecido.
Agradeço desde já.
Moacir

Gleidson Rocha disse...

Inicialmente parabenizo-o pela divulgação das informações sobre a Condromalácia.
Sou Advogado em Caldas Novas/GO e praticante de atividades desportivas, em especial futebol e tênis.
Hoje recebi o resultado de uma Ressonância Magnética de meu joelho esquerdo, ocasião em que constou "Presença de derrame articular leve na bolsa supra-patelar e patela com sinais de condromalácia medial, grau-II".
Por desconhecer tais termos procurei me informar, obtendo êxito pelos claros exemplos que ofereceu.
PARABÉNS pelo trabalho.

Anônimo disse...

agradeço o contato de todos, para aqueles que pedem esclarecimentos do que fazer, fica impossível, pois para isso é necessário uma avaliação física com o médico e fisioterapeuta, por isso esse espaço de comentários é feito para contato profissional e para pacientes, att MARCO FISIOTERAPEUTA.

LucasWD94 disse...

primeiramente queria dizer q o sr e um otimo profissional e realmente esse post aew ajuda muito a quem muitas vezes desconhece o problema q tem.Eu tenho so 17 anos,e a dois sofri uma luxacao na patela esquerda devido a umma colisao violenta jogando futsal no colegio o profesor q colocou a munha patela no lugar nao sei se foi isso q causou uma condromalacia pq o professor num entendia nada de ortopedia.ai uns seis meses depois fui costatado com condromalacia grau-I depois de um ano sem cuidar do problema fiz outra ressonancia e deu condrom.grau-II sera que isso avança muito rapido?e se eu tiver uns 20 anos eu vou estar com problemas pra andar?sei q naum tem cura mais pelo menos queria voltar a praticar esportes novamente.desde ja obrigado pelo post vou ver se eu consigo esse tratamento.

Anônimo disse...

Parabéns pelo veículo de informações...qual a sua opinião sobre o tratamento da condromalácia grau 4? Obrigada

Wanderlei Magri disse...

Boa tarde, primeiramente parabens pelo excelente trabalho, queria tirar uma dúvida descobri hoje atraves de uma RM que tenho essa lesão em grau II e também sou praticante de futebol, esse goleiro voltou a jogar profissionalmente? ou seja é possível jogar profissionalmente após essa lesão ou mesmo amadorismo aos fins de semana?

Eu vendo disse...

Gostei muito mesmo das explicações. Eu sofro de condromalácia e estou entre o grau 2 e o grau 3 e não sei nem chutar uma bola hahaha já fiz fisioterapia e tomo antiinflamatórios e infelizmente, creio que estou naquele pequena porcentagem que tem que fazer cirurgia. você já chegou a operar algum caso assim? muito obrigada Júlia

Michelle disse...

Olá, eu me chamo Michelle e depois de quase 6 meses sentindo um pouco só de dor mas ouvindo estalos impressionantes ao subir e descer escadas, fiz uma ressonância. O resultado foi esse: Condromalácia patelar grau 2. Tenho uma dúvida: Posso continuar a usar salto alto? Preciso para trabalha. E uma outra, pode piorar muito? Agradeço desde já, tudo que li foi uma grande aula e bastante esclarecedora, obrigada!!

Dr. Marco Antônio disse...

Com certeza, voltou a jogar e não sentiu mais dores. O importante é realiZar um tratamento adequado, assim não precisando passar por mesmo trauma.

Dr. Marco Antônio disse...

Já tratei pós cirúrgicos de artroscopia de joelho , com bons resultados! Procure um médico especialista, para um adequado procedimento clínico.

Dr. Marco Antônio disse...

O ideal é não usar, pois se seu quadro clínico apresenta degeneração em sua cartilagem articular, o mais indicado é o uso de calçados que promovam amortecimento do impacto e segurança para o dia a dia( tênis). Pode piorar sim, principalmente se não tratar. É importante evitar impacto (esportes de alto impacto) e realizar reforço muscular em membro inferior, para que previne de a lesão acentuar. Procure um médico especializado e um fisioterapeuta especializado. Seu problema tem solução. Cuide-se que tudo vai dar certo. Att Marco.

Dr. Marco Antônio disse...

Lembre que são cuidados para apenas meses em sua vida. Vale apena buscar uma recuperação com qualidade.
Boa sorte.

Dr. Marco Antônio disse...

Obrigado. Parabéns pela recuperação!

Dr. Marco Antônio disse...

É interessante realizar uma nova imagem para controle. Os exercícios são muito importantes porém é necessário avaliar o paciente para melhor conduta. A melhor conduta a se tomar na sua situação e buscar avaliação médica e fisioterápica para uma evolução adequada do seu quadro clínico.

Dr. Marco Antônio disse...

Obrigado meu amigo! Estamos juntos!
Estou na sua torcida também! Abraço.

Dr. Marco Antônio disse...

Cirurgia.

Anônimo disse...

Ola - doutor meu nome Elvis, Estou com condropatia patelar grau 2 , dor, cansaço,dor na região da coxa , eu fasso boxe acho que muito enpacto de poradas e treinos execivos como treino de pular corda muita movimentaçao saltitando . Gostaria de saber o que fazer primeiramente após ter feito os exames ??? obrigado .

Matheus disse...

Dr. Marco Antônio,

Joguei futebol nas base de grandes clubes do Brasil, com Atlético Mineiro e Cruzeiro. Hoje, jogo apenas no futebol amador... Tenho 28 anos e o resultado da minha ressonância acusou que estou com condromalácia! Desde Setembro de 2012 não jogo futebol e há 2 meses faço fisioterapia, mas até o momento, sem sucesso algum. Estou tommando ARPADOL e logo após tomarei o CONDROFLEX. Bom, enfim... Gostaria de saber se um dia voltarei a jogar futebol, pois é o que mais amo em fazer!!! Estou muito chateado com essa situação! Desde já, obrigado!

junio de jesus c. souza disse...

Estou com condropatia patelar (grau II- outerbridge modificado)porem gosto de realizar treinos de musculação para as pernas (agachamento guiado, leg-press,extensor,etc e também gosto de correr ( 8 á 10 km.), tomo condrofle, tenho cura e será que vou poder continuar treinando, tendo em vista que esta doença é degenerativa? abraços e parabéns pelo belo trabalho

Anônimo disse...

Boa noite doutor sou Camila e em 2002 foi diagnosticado no joelho direito condromalacia grau 2. Daí então além de alongamento 3 vezes ao dia com a perna direita estendida em 90° como no balé fiz fisioterapia, o medo do salto era terrivel! Mas como tenho escoliose que tende o corpo logo para o lado direito e meu joelho me faz cair e torcer o pé não seria por conta da coluna?

Bruna Araújo disse...

Olá Dr. Marco Antônio!

Tenho condromalácia patelar grau III nos 2 joelhos. Já tentei todo tipo de tratamento e infelizmente não resultou em melhoras. Fuçando a internet descobri uma pessoa que faz um tratamento chamado próloterapia mas não faço ideia em que consiste esse tratamento. Perguntei ao meu ortopedista que disse desconhecer. Sabe algo a respeito? Abs. Bruna

ROSE COSTA disse...

Hoje estou muito triste.venho fazendo varios exame por causa de uma dor que venho sentindo a uns 2 anos.. mais dia 17 de dezembro sentir uma dor enorme,ai passei o fim de ano de cama ai fiz varios exames Rx utrassonografia ressonância etc:ate que descobrirão que eu estou com condromalacia patelar grau 2, isso tem cirugia,tem cura obrigado rosemeire nascimento

Carlinha disse...

Olá DR.
Tenho CONDROMALACIA tem uns 4 anos. Ja fiz de tudo, muita fisioterapia, inclusive, mas ainda sinto muita dor. Queria saber se posso fazér aulas de boxe..
O medico disse q eu devo colocar bolsa de gelo, pelo menos durante 30 min eu cada joelho (ja q tenho nos dois, mas e mais no direito).
Tire minhas duvidas?
Desde ja agradeço.

Anônimo disse...

Boa Noite Dr. Marcos, você conhece um bom profissional aqui em Brasília-DF. tenho condromalácia patelar bilateral, e ultimamente sentindo muita dor mesmo.

Catia Oliveira disse...

ola sou catia

tenho um problema de grau 2 sinto muita











































ola me chamo catia

fiz um exame de ressonancia e encontre varias coisas no meu joelho esquerdo doutor ja fiz varia tratamentos n=mais nao deram resultados
encontrei ;sinais de impacto no coxim adiposo de hoffa supero-lateral , comdropatia de grau 2, diminuto cisto de baker. gostaria de saber se tem cirurgia para esse caso .








Adailton Vasconcelos disse...

Tenho condromalácia patelar meus fisioterapeutas disseram que não voltarei a jogar futebol nunca mais, isso é verdade? Iniciei as seções de fisio e na outra semana inicio na academia o fortalecimento muscular.